Franquia de Dados para Internet Banda Larga? – LocomoNerd

No ano passado, houve um barulho enorme referente à projeto que colocava franquia de dados para a internet banda larga. Para quem não sabe, internet banda larga é aquela internet que você tem na sua casa com wifi (em muitos casos), no seu trabalho, na lanchonete que você frequenta e vários outros ambientes que a disponibilizam. Esse projeto colocaria uma franquia de uso nessa internet, igual ao que já acontece na internet móvel (3g, 4g).

anatel-sede-agencia-nacional-telecomunicacoes-2-700x464No ano passado o presidente da ANATEL havia se posicionado a favor desse projeto, alegando que os gamers acabam passando grande parte do dia conectados e causando um “congestionamento” na rede. Isso foi desmistificado por diversas empresas e sites, que mostram que quando o jogo é online o consumo é de upload, deixando um baixo consumo de download. Depois disso e diversas outros ataques, o presidente foi afastado e substituído. O novo presidente do órgão governamental informou que a ANATEL é contra uma franquia de dados para a internet banda larga e que esse projeto não irá pra frente (será?).

Mas, qual seria então o real motivo para as empresas abraçarem um projeto desses? Segundo elas o principal motivo seria o alto consumo da internet no Brasil, congestionando a rede. Também alegaram que essa prática é realizada em outros países e o mesmo funciona para que não ocorra “gargalo” e todos usem a velocidade toda de sua internet.

Realmente essa prática existe em outros países, mas o limite de download é tão alto que acontece de nunca ser atingido.

Um exemplo disso é que o plano mais básico deles é a internet de 25Mbps. Normalmente, esse plano é oferecido com um pacote de 300 GB e é cobrado US$ 10 para cada 50 GB que passar. Esse plano é comercializado por US$ 61,95.

Atenção-Querem-Limitar-a-sua-Internet-youtube-300x300A AT&T (uma das maiores operadoras que trabalham no país) oferece planos ilimitados com um adicional de US$ 30 por mês. O pacote mais básico é de 3Mbps, que custa cerca de US$ 37. Esse pacote tem uma franquia de 250GB e US$ 10 adicional para cada 50GB extra. A previsão da empresa era aumentar o limite desse plano para 600GB (esse aumento seria implantado até o meio do ano passado). Em seu site, a AT&T informa que os planos com limites de dados são oferecidos para que a rede sustente a demanda e garante que irá oferecer planos ilimitados também. Ou seja, eles oferecem os dois planos para melhor atender seus clientes e realmente realizam manutenção em suas redes.

Notamos que mesmo havendo uma franquia de dados, fica meio que impossível chegar ou ultrapassar ela.

A meu ver isso no Brasil não iria acontecer de maneira certa (como quase tudo aqui), pois aqui temos uma lei que assegura a operadora de não entregar 100% do pacote que o cliente paga. Uma franquia de dados para internet de banda larga no Brasil seria uma maneira das empresas não gastarem dinheiro para investir e melhorar suas redes.

Vou tentar apresentar o ruim e o bom (se é que tem um lado bom) referente a isso:

O Lado Ruim (darkside?):foto internet

  • As empresas não realizarem uma manutenção/atualização/expansão em sua rede, seja para clientes novos ou antigos. Impossibilitando, assim, a melhoria do serviço (novos clientes, aumento na velocidade de clientes antigos e etc).
  • Alguns especialistas afirmam que essa é uma medida para as empresas terem um ganho maior, pois os clientes que atingirem os limites teriam que adquirir pacotes adicionais ou aceitar a internet ser limitada.
  • Acessibilidade para todos. Famílias com rendas mais baixas diminuiriam o uso de sua internet, para que não atinjam o limite. Outras até cancelaram a internet.
  • Criadores de conteúdo iriam diminuir o que produzem, pois teriam que diminuir o quanto consomem de internet (o que não é pouco), com pesquisas, para produzir seus produtos (vídeo, podcast e etc).
  • Iria atrapalhar a produtividade de empresas, principalmente aquelas que dependem e muito da internet para trabalhar/funcionar.
  • Serviços de streaming teriam menos consumo de seu conteúdo, diminuindo assim a concorrência.

Lado Bom:

  • Menor tráfego simultâneo, diminuindo lentidão e “gargalos” (nunca tive problemas com lentidão devido ao “pico” de consumo).
  • Pessoas que tiverem melhores condições contratarão velocidades maiores, para ter uma franquia maior.

Você conhece algum ponto positivo para uma franquia de dados? Pois eu não consegui encontrar nenhum.

Atenção-Querem-Limitar-a-sua-Internet-deus-me-livre-300x300Realmente não vejo o lado bom em cima da franquia de uso de dados. Vejo até como um certo boicote a empresas que trabalham com streaming, como a Netflix e Spotify (que são as principais empresas com tais serviços). Inclusive elas já vem sofrendo diversos ataques por partes de empresas grandes, o mais recente é ter sido criado uma lei para taxar impostos na mensalidade desses serviços. Devido ao aumento no uso da internet, e aumento no uso de serviços como Spotify, Netflix e outros, muitas empresas que trabalham com venda de canais pagos vem perdendo clientes. Com a franquia de dados, o uso de tais serviços diminuiria e muito.

Você pode me perguntar qual o motivo desse texto e questionar isso tudo, não é mesmo?

Bom, o que acontece é que recentemente o Ministro Kassab deu uma entrevista falando que isso iria realmente acontecer e que iria iniciar no meio do ano de 2017. Em seguida, ele deu outra entrevista falando que cometeu um equívoco e que isso não condiz com a realidade (ele só recuou e falou isso porque o grupo de hackers Anonymous divulgou alguns dados dele na internet e fizeram outras ameaças).

Mas isso nos dá brechas para questionar.

Se ele falou de um plano que foi cancelado, é porque ainda existem conversas e acordos sobre isso. Mesmo que a ANATEL nos informe que não será aprovado nada sobre isso, parece que ainda estão conversando e cogitando o assunto.

E você, o que pensa a respeito? Deixe seu comentário abaixo, ou envie um email para contato@locomotiva26.com.br.

 

Compartilhe!

Leave a Comment